Você é um carnívoro oportunista

Por Dr. Alessandro Barilli, médico nefrologista, equipe Carnivorismo Brasil


É simples. Aceite, é científico. Goste você ou não. A Excelência metabólico-fisiológica da nossa espécie se alcança com alimentação simples, objetiva, proteica e gorda. Origem: animal!

O resto é balela. Sim! Aceite! Desafio você a fazer o teste. Converta a proteína. Principalmente se você é obeso, doente metabólico, diabético, hipertenso, tem gota, é cardiopata ou já enfartou, aceite o desafio! Ele é para você. Vai te fazer bem.

Simplicidade e objetividade hoje são itens de luxo. Desculpas, comodismos, modismos, sabotagens, desinformação, ceticismo, prolixidade, exagero, dogmas, mitos, birra, mimimi são características negativas da sociedade. Com correta orientação, você chegará lá.

Alfred Bernhard Nobel criou a dinamite e o diabo criou o carbo refinado. O real mal do século. Não é exagero a comparação. Ambas invenções já aniquilaram muita gente. Ressalto uma pequena diferença: o "carbo" refinado mata muito mais. Ele entra em todas as bocas do mundo. Assumir que os humanos são carnívoros oportunistas é a ferramenta mais efetiva para nossa saúde. Essa é nossa dieta primal.

Qualquer pedaço de carne é um pacote nutricional perfeito. Gorduras com presença das vitaminas A,D,E,K. Minerais como sódio, magnésio, cálcio, fósforo, potássio, aminoácidos, colágeno e água. Tudo isso com biodisponibilidade e densidade nutricional fantásticas e inigualáveis. Naturalmente balanceada não há contraindicação. Nem para quem sofre de gota.

Proteína animal é nobre ao funcionamento do organismo. Sua ingesta é essencial a todos os processos fisiológicos. Todos! A estratégia alimentar baseada em proteína e gordura animal participa da regulação de todos os eixos hormonais. Nunca lesou o rim, ao contrário das afirmações cartesianas pseudo-cientifico atuais. Basta olhar o modelo da lesão renal por diabetes, em que o rim lesado perde proteína na urina por um mecanismo imunológico engatilhado por um estado inflamatório sustentado por altos índices de carboidrato associado hiperinsulinismo.

Sobreviver nunca foi politicamente correto. É algo que remete ao essencial. Proteína animal é essencial e ponto. Sobrevivemos com outras fontes? Sim, desculpem a ironia barata, sobrevivemos porcamente. Ativismos político-sociais alimentares podem parecer nobres, mas visceralmente de nada contribuem à saúde. Qualidade na longevidade se consegue com escolhas sabias na estratégia de de viver plenamente. Respeite seu instinto carnívoro oportunista e terá uma vida saudável.


Sou o Dr. Alessandro Barilli, médico nefrologista. Ajudo apaixonadamente pessoas com doenças complexas a viver melhor.
https://www.nature.com/scitable/knowledge/library/evidence-for-meat-eating-by-early- humans-103874273/