Bovinos são herbívoros e sua carne é segura para o consumo

Por Danilo Millen, Zootecnista, Ph.D em Nutrição de Ruminantes, equipe Carnivorismo Brasil


Ruminantes em geral, como os bovinos, evoluíram como HERBÍVOROS, ou seja, consumindo grandes quantidades de capim. No entanto, com o intuito de aumentar a produtividade e intensificar os sistemas de produção, grãos e farelos de cereais e oleaginosas são frequentemente inclusos nas dietas desse animais.


Todavia, a maioria dos alimentos destinados aos bovinos NÃO é consumida pelo homem. NÃO COMEMOS PASTO, certo?

"Ah, mas e o milho e a soja dos sistemas intensivos?"

TEM PARA TODOS! E ainda somos um dos maiores exportadores desses produtos! 

Aproximadamente 85% dos bovinos abatidos no Brasil atualmente provém de regime de PASTAGENS, e apenas 15% de confinamentos (IBGE, 2019; DSM/ESALQ, 2019), o que explica a baixa competitividade da alimentação dos bovinos em relação a alimentação humana.

Além disso, a carne bovina produzida no Brasil apresenta alta SEGURANÇA ALIMENTAR, já que o uso de implantes de HORMÔNIOS são PROIBIDOS por lei, assim como o fornecimento de qualquer produto de origem animal na alimentação, o qual tem como intuito prevenir casos de encefalopatia espongiforme bovina, a “VACA-LOUCA”.

Apesar de existir comprovação científica de que apenas produtos de ruminantes fornecidos na alimentação de outros ruminantes causam o mal da “vaca-louca”, o governo brasileiro, de forma conservadora, PROIBE o uso de qualquer produto de origem animal na alimentação de ruminantes, incluso a famosa “CAMA DE FRANGO”.